Filosofia da Renascença – II

Montaigne

Michel de Montaigne foi um escritor humanista e ensaísta francês cético, considerado por muitos como o inventor do ensaio pessoal. Nos seus “Ensaios”, analisou as instituições, as opiniões e os costumes, debruçando-se sobre os dogmas da sua época e tomando a generalidade da humanidade como objecto de estudo. É uma obra que retrata melhor o homem que o filósofo e há neles as reflexões mais profundas e os assuntos mais banais.

* Ensaios

Luis de Molina

Luis de Molina foi um teólogo e filosofo jesuíta espanhol com grande atuação em Portugal.
Molina não foi um mero repetidor ou compilador das opiniões da escola, pois sobressai no panorama cultural ibérico também pela novidade e arrojo das suas teorias, que se tornaram polêmicas.

Para Molina Deus possuía não apenas conhecimento de tudo o que poderia acontecer (conhecimento natural), mas também de tudo o que iria acontecer em qualquer conjunto apropriadamente específico de circunstâncias (conhecimento médio).

* Concórdia do livre arbítrio com o dom da graça, divina pre-ciência, providência, predestinação e reprovação (Concordia liberi arbitrii cum gratiae donis, divina praescientia, providentia, praedestinatiione et reprobatione ad nonnulos primae partis Divi homae articulos)
* Apêndice ao Concórdia do livre arbítrio … (Appendix ad Concordiam liberi arbitri …, 1589);
* Comentários à primeira parte do Divino Tomás (Commentaria in primam Divae Thomae partem, 1592), referente à Suma teológica
* Da justiça e do direito (De justitia et jure), totalizado em 6 vols.

Justo Lipsio

Filólogo e filósofo belga que estudou com os jesuítas, mas trabalhou independentemente para o ressurgimento do estoicismo através do estudo de Paulo, o apostolo. Considerava o destino como um eterno decreto divino controlado por Deus; por isso cabe lugar para a contingência e a liberdade, a piedade e o perdão, mais do que no estoicismo clássico.

* Sobre os Gladiadores (De gladiatoribus)
* Sôbre o Anfiteatro (De amphiteatro)
* Sobre a Constância (De constantia)
* Seis livros sobre a política e a vida pública (Politicorum sive civiles doctrinas libri sex)
* Da Religião Una (De religione una)
* Tratado para o Conhecimento da História Romana (Tractatus ad historiam romanam coognoscendam utilis)
* Sobre o Exército Romano (De militia romana)
* Sobre a Grandeza Romana (De magnitudine romana)
* Manual de Filosofia Estóica (Manuductio ad stoicam philosophiam)

Giordano Bruno

Foi um teólogo, filósofo e místico italiano condenado à morte na fogueira pela Inquisição Romana por heresia. Escreveu muitos diálogos inspirados por Platão onde defendia o panteísmo monista presente de neoplatonismo e hermetismo.

Acreditava que o Universo é infinito, que Deus é a alma universal do mundo e que todas as coisas materiais são manifestações deste princípio infinito – influenciando a filosofia posterior em Leibniz e Spinoza.

* De umbris idearum
* Cantus Circaeus
* De compendiosa architectura
* Il Candelaio
* Ars reminiscendi
* Explicatio triginta sigillorum
* Sigillus sigillorum
* Le ombre delle idee
* La cena de le ceneri
* De l’infinito universo e mondi
* De la causa, principio e uno
* Spaccio de la Bestia Trionfante
* Cabala del Cavallo Pegaseo
* Gli eroici furori
* Figuratio Aristotelici Physici auditus
* Dialogi duo de Fabricii Mordentis Salernitani
* Idiota triumphans
* De somni interpretatione
* Animadversiones circa lampadem lullianam
* Lampas triginta statuarum
* Centum et viginti articuli de natura et mundo adversus peripateticos
* Delampade combinatoria Lulliana
* De progressu et lampade venatoria logicorum
* Oratio valedictoria
* Camoeracensis Acrotismus
* De specierum scrutinio
* Articuli centum et sexaginta adversus huius tempestatismathematicos atque Philosophos
* Oratio consolatoria
* De magia
* De vinculis in genere
* De triplici minimo et mensura
* De monade numero et figura
* De innumerabilibus, immenso, et infigurabili
* De imaginum, signorum et idearum compositione
* Summa terminorum metaphisicorum
* Artificium perorandi

Francisco Suárez

Foi um filósofo e jurista jesuíta de origem espanhola. É considerado o pensador mais importante da 2° escolástica! Adverte sobre as diferenças entre Tomás de Aquino e outros escolásticos, adotando tendências tomistas, mas defende que não há diferença real entre existência e essência nos entes.

Para ele o poder do rei era transmitido imediatamente pelo povo, mas na condição de servir o bem comum e distingue duas intervenções da vontade dos membros de uma sociedade política: o pacto de associação e o pacto de sujeição.

* Disputas metafísicas (Disputationes methaphisicae)
* Tratado das leis e de Deus legislador(Tractatus de legibus ac deo legislatore)
* Defensor da fé católica contra os erros das seitas anglicanas … (Defensor fidei catholicae et apostolicae adversus Anglicanae sectae errores…)
* Comentários à Santo Tomás (Commentatoium ac disputationum in tertiam partem divi Thomae. Tumus primus)
* Quaestiones de iustitia et iure
* Opus de virtute et statureligionis
* Opus de triplici virtute theologica
* Sobre Deus uno e trino (De Deo uno et trino)
– De divina substantia eiusque attributis
– De divina praedestinatione et reprobatione
– De sanctissimo Trinitatis mysterio
* Sobre os anjos (De angelis)
* De opere sex dierum
* Sobre a alma (De anima)
* De ultimo fine hominis
* De gratia
* De fide, spe et charitate
* De religione
* De Incarnatione
* De sacramentis
* De voluntario et involuntario
* Sobre a verdadeira noção do auxílio eficaz e concordância com o livre arbítrio (De vera intelligentia auxilii efficacis eiusque concordia cum libero arbitrio)
* De generatione et corruptione
* Disputatio ultima de bello
* Quaestiones de iustitia et iure

Filosofia da Renascença – I

Esse período de transição entre a Idade Média e a Idade Moderna ficou marcado pelo misticismo e sensualismo paralelo ao desenvolvimento da tradicional escolástica!

Nessa época muito eclética, muitos pensadores procuraram inspiração na antiga cultura grega dos mais distintos modos – misticismo neoplatônico, aristotelismo, ceticismo e dogmatismo materialista. Sem o apoio da religião os homens voltam a enfrentar a problema da dignidade diante de uma natureza impessoal.

Nicolau de Cusa

Arcebispo, teólogo e filósofo alemão. Foi um dos principais pensadores do século XV, podendo ser considerado o último dos medievais ou o primeiro dos modernos. Sob influência da escolástica, do platonismo e do misticismo medieval, ele defende uma distinção entre razão e intuição e a ignorância humana do infinito inalcançável.

A preocupação central de Nicolau de Cusa é a combinação da unidade com a diversidade, a interdependência dos opostos. Desapontado com a divisão da Igreja no seu tempo, ele defende a conciliação e o ecumenismo universal.

* Da Concordância Católica (De Concordantia Catholica)
* Da douta ignorância (De docta ignorantia)
* Das conjeturas
* Apologia da douta ignorância (Apologiae doctae ignorantiae)
*O profano (Idiota)
– Da Sabedoria (De sapientia)
– Do Conhecimento (De mente)
– Das experiências na balança (De staticis ewperimentis)
* Sobre a visão de Deus(De visione Dei)
* Sobre os óculos (De beryllo)
* Sobre a perfeição matemática (De perfectione mathematica)
* Sobre o Poder ser (De possest)
* Peneirando o alcorão (De cribatione Alchorani)
*Sobre não o outro (De non alliud)
* Da figura do mundo (De figura mundi)
* Sobre a caça ao saber (De venatione sapientiae)
* Do jogo de bolas (De ludo globi)
* Da Fé e Paz (De Pace Fidei)
* Compendio (Compendium)

Marsílio Ficino

Foi um filósofo platônico e humanista de Florença, Itália. Se destacou como grande tradutor de Platão, Plotino, Proclo, Porfírio e escritos antigos. Seu pensamento propõe uma visão do Homem com forte afinidade cósmica e mágica, no centro de uma máquina animada e altamente espiritualizada, que conheceria pela iluminação racional, intelectual e imaginativa.

É o autor que reativa o antigo misticismo platônico-pitagórico e o hermetismo da antiguidade. Foi através dele que os antigos diálogos de Platão foram popularizados novamente. Sua obra principal é a “Teologia Platônica” onde disserta nos seus 18 livros sobre a alma humana e o caminho para Deus através da filosofia neoplatônica, combatendo filosoficamente Averróis e Epicuro.

* Teologia Platônica
* Sobre a Vida (De Vita)
* Sobre Deus e a Alma (Di Dio et anima)
* Sobre a Fúria Divina (De divino furore)
* Da Volúpia (De voluptate)
* Do Sol (De Sole)
* Os Três Livros da Vida (De vita libri tres)
* Esculápio (Asclepius)
* Picatrix

– Comentários à Platão:

* Do Amor (De Amore) – O Banquete
* Timeu
* Parmênides

– Cartas

Pietro Pomponazzi

Foi um filósofo italiano especialista em Aristóteles. Escreveu sobre a alma considerando impossível demonstrar sua imortalidade a partir do modo filosófico de Aristóteles e defende que o homem poderia dar sentido a sua vida mesmo com a finitude de sua alma.

* De intensione et remissione formarum
* Tractatus De reactione
* De actione reali
* Tractatus de immortalitate anima
* Apologia contra Contarenum
* Defensorium adversus Augustinum Niphum
* In libros (scil Aristotelis) de anima
* De naturalium effectuum causis sive de Incantationibus
* Libri quinque De fato, de libero arbitrio et de prædestinatione
* Tractatus de nutritione et augmentatione
* Dubitationes in IV Meteorologicorum Aristotelis librum 1
* De orbis situ libri tres

Pico della Mirandola

Discípulo de Ficino, foi um jovem erudito e filósofo neoplatônico italiano. É famoso pela sua filosofia humanista envolvendo a teologia cristã, a cabala e o hermetismo, que considerava conter todas as bases do conhecimento da humanidade. Pra seu desgosto 13 das 900 teses de sua principal obra – Conclusiones Philosophicae – foram consideradas heréticas e ele termina por destruir seus textos poéticos.

* Heptaplus
* Do Ser e do Uno (De ente et uno)
* Oração Sobre a Dignidade Humana (De hominis dignitate oratio)
* Conclusões Filosóficas (Conclusiones philosophicae, cabalisticae et theologicae)
* Apologia Ioannis Pici Mirandolani, concordiae comitis
* A Oração (Oratio)
* Disputas contra a Astrologia (Disputationes adversus astrologiam divinatricem)
* Doze Condições de uma Amante (Duodecim conditiones Amantis)
* Doze Armas de Batalha Espiritual (Duodecim arma spiritualis pugnae)
* Cartas (Epistolae)
* Sonetos (Sonetti)
* Carmina
* Doze Regras (Duodecim Regulae)
* Oração pela Libertação à Deus (Deprecatoria ad Deum )

Domingo Bánez

Teólogo escolástico espanhol da ordem dos dominicanos em Salamanca. Destacou-se Bañez pelo tratamento dado ao problema da graça divina e a liberdade humana, em que seu oponente foi o jesuíta Molina. Para defender a liberdade humana ele conclui que Deus possa ter o domínio de tudo e conhecimento antecipado através de uma premoção física e intrínseca da causa segunda.

* Comentários a Suma Teológica
* Apologia dos frades da ordem dos pregadores na província de Espanha (Apologia Fratum Praedicatorum in provintiae Hispanae)
* Libelo de súplica (Libellus supplex), ao papa
* Resposta a 5 questões sobre a eficácia da graça divina (Responsio ad 5 quaestiones de efficacia gratiae divinae)
*Resposta… (Respuesta…), aos jesuítas de Valladolid.

Filósofos Medievais – IV

William de Ockham

Filósofo, lógico, teólogo escolástico inglês e frade franciscano é considerado como o representante mais eminente da escola nominalista. É um filósofo que deixa transparecer sua intensa luta pela liberdade e ao longo de anos desenvolveu uma teoria de liberdade baseada no sujeito. O indivíduo seria capaz de escolher e saber o que é certo e errado sem nenhuma intervenção exterior.

Os escritos de Ockham são convencionalmente divididos em dois grupos: os “acadêmicos” e os “políticos”. Nos escritos acadêmicos estão aqueles que tratam de lógica, física e teologia.

– Física:

* Exposição da Física de Aristóteles
* Perguntas sobre Livros de Aristóteles sobre Física

– Lógica:

* Exposições de Isagoge de Porfírio e das categorias de Aristóteles, sobre a interpretação e refutações sofísticas.
* Summa de Lógica
* Tratado sobre predestinação e presciência de Deus com respeito a contingências futuras

– Teologia:

* Comentário sobre as Sentenças de Pedro Lombardo
* Seven quodlibets

– Política:

* Oito perguntas sobre o Poder do Papa
* O Trabalho de noventa dias
* Carta aos Frades Menores
* Discurso de curta duração
* Diálogo

Jean Buridan

Embora tenha sido um dos mais famosos e influentes filósofos franceses da Idade Média, se destacou como lógico que escreveu sobre filosofia da linguagem. Como muitos do período comentou Aristóteles e revelou sua percepção do mundo nesses comentários.

Uma de suas contribuições mais significativas foi desenvolver e popularizar da teoria do Ímpeto, que explicava o movimento de projéteis e objetos em queda livre. Essa teoria pavimentou o caminho para a dinâmica de Galileu e para o famoso princípio da Inércia, de Newton.

* Compêndio da Dialética (Summulae de dialectica)
* Tratado sobre Relações (Tractatus de relationibus)
* Tratatado sobre Universais (Tractatus de universalibus)
* Tratado sobre Consequências (Tractatus de consequentiis)
* Questão sobre (a natureza) do Ponto (de quaestio puncto)
* COmentários e Questões sobre Aristóteles

Alberto da Saxônia

Ele foi bispo de Halberstadt e um filósofo alemão conhecido por suas contribuições à lógica e a física. Aluno de Jean Buridan, conservou muitos de seus ensinamentos e contribuiu para a disseminação da filosofia parisiense na Itália e Europa central.

Sua lógica têm forte influência de Guilherme de Ockham, cujos comentários sobre a “Logica Vetus” foram objecto de uma série de obras chamadas “Quaestiones”.

* Perutilis Logica Magistri Alberti de Saxonia (Very Useful Logic)
* Albert of Saxony’s twenty-five disputed questions on logic.
* Quaestiones in artem veterem
* Quaestiones on the Posterior Analytics
* Quaestiones logicales
* De consequentiis
* De locis dialecticis
* Sophismata et Insolubilia et Obligationes
* Expositio et quaestiones in Aristotelis Physicam ad Albertum de Saxonia
* Questiones subtilissime in libros Aristotelis de caelo et mundo
* Questiones subtilissime super libros posteriorum
* De latudinibus
* De latitudinibus formarum
* De maximo et minimo
* De quadratura circuli
* Tractatus proportionum

Nicole d’Oresme

Economista, matemático, físico, astrônomo, filósofo, psicólogo e musicólogo; foi também um teólogo dedicado e Bispo de Lisieux, tradutor, conselheiro do rei Carlos V da França e um dos principais fundadores e divulgadores das ciências modernas. É famoso por suas teorias econômicas!

– Economia, Ética e Política:

* Tratado da primeira invenção da cunhagem (Traictié de la première invention des monnoies)
* Sobre a origem, natureza, direito e mudanças de moedas (De origine, natura, jure et mutationibus monetarum)
* O Livro Econômico de Aristóteles (Le Livre de Yconomique d’Aristote)
* O Livro Político de Aristóteles (Le Livre de Politiques d’Aristote)
* O Livro Ético de Aristóteles (Le Livre de Ethiques d’Aristote)

– Matemática:

* Questões sobre a Geometria de Euclides (Quaestiones super-geometriam Euclidis)
* Tratado das qualidades de vedação e os movimentos (Tractatus de configurationibus qualitatum et motuum)

-Física:

* Comentários sobre a Física de Aristóteles (Kommentar zur Physik des Aristoteles)

– Cosmologia, Astronomia e Astrologia:

* O livro do céu e do mundo (Le livre du ciel et du monde)
* Perguntas sobre o Céu (Questiones De celo)
* Perguntas sobre a Esfera (Questiones de Spera)
* As proporções de proporções (De proportionibus proportionum)
* Alguns anúncios remanescentes (?) (Ad pauca respicientes)
* Tratado contra Astrólogos (Tractatus contra astronomos)
* Visões Estelares (Visione stellarum)
* Tratado de Comensurabilidade do incomensurável movimento dos céus (Tractatus de commensurabilitate vel incommensurabilitate motuum celi)

William Crathorn

Foi um filósofo inglês dominicano de Oxford. Ele era da tradição intelectual de William de Ockham e trabalhou para fortalecer suas obras filosóficas. Criou teorias da filosofia da linguagem e da psicologia, bem como na epistemologia, concentrando-se sobre as alegações de céticos. O que conhecemos de seu pensamento está nas sua explicações sobre as famosas sentenças do Lombardo.

* Questões sobre as Sentenças – Pedro Lombardo (Quaestiones super-librum sententiarum)

João Capreolo

Foi um dominicano francês que se destacou como um grande defensor da doutrina de Tomás de Aquino através de 4 livros. Ele combateu ideias de Scotus, Henrique de Gand, Guilherme de Ockham e outros nominalistas. Mostrou que dominava Aristóteles, e seu comentarista Averrois, com grande fidelidade a Tomás e por isso é considerado o “príncipe dos tomistas”.

* Der Thomismus
* Scriptores Ordinis Praedicatorum Medii Aevi
* Defensiones theologicae Divi Thomae Aquinatis
* Mittelalterl. Geistesleben

Gabriel Biel

Foi um escolástico alemão, discípulo de Ockham, publicou obras teológicas e econômicas. Comentou as famosas sentenças de Pedro Lombardo e os comentários de Ockham sobre elas.

– Economia:

* Tractatus de potestate et utilitate monetarum

– Teologia:

* Epítome e Coletânea (Epitome et Colletorium ex Occamo super quatuor libros Sententiarum)
* Sermões (Sermones dominicales de tempore)
* Defensorium oboedientiae apostolicae
* Expositio canonis Missae

Filósofos Medievais – III

Tomás de Aquino

Doctor Angelicus, foi um padre dominicano, filósofo, teólogo, distinto expoente da escolástica de origem italiana. Desde então sua obra é a base da filosofia e teologia da Igreja, que se fundem numa síntese definitiva e harmônica.

Além da teologia e filosofia, desenvolveu a teoria do conhecimento, antropologia, ética e política. Com Tomás o pensamento de Aristóteles se une em definitivo com a filosofia cristã e forma um sistema equilibrado.

– Opera maiora:

* Scriptum super sententiis
* Summa contra gentiles
* Summa theologiae

– Commentaria:

* In Aristotelem
* In Aristotelem Sententia Libri metaphysicae, prooemium
* In neoplatonicos
* In Boethium

– Opuscula:

* De motu cordis
* De mixtione elementorum
* Epistola ad ducissam Brabantiae
* Principium Rigans montes
* Opuscula polemica pro mendicantibus
* Censurae
* De emptione et venditione ad tempus
* Liber de sortibus, caput 1
* Liber de sortibus, caput 2
* Liber de sortibus, caput 3
* Responsiones

– Commentaria Biblica:

* In Vetus Testamentum
* Commentaria cursoria
* In Novum Testamentum
* Catena aurea
* In epistolas S. Pauli

– Autenticidade questionada:

* Quaestiones Disputatae
* Opuscula philosophica
* Opuscula theologica
* Rescripta

John Peckham

Pecham foi um teólogo e filosofo franciscano. Conhecido como teólogo conservador se opôs a teoria aquinata sobre a alma. Deixou diversos escritos para a posteridade:

* Perspectiva communis
* Collectarium Bibliae
* Registrum epistolarum
* Tractatus de pauperitate
* Divinarum Sententiarum Liborum Biblie
* Summa de esse et essentia
* Quaestiones disputatae
* Quodlibeta
* Tractatus contra Kilwardby
* Expositio super Regulam Fratrum Minorum
* Tractatus de anima
* Canticum pauperis
* De aeternitate mundi
* Defensio fratrum mendicantium

Egídio Romano

Arcebispo e escolástico da Ordem dos Agostinianos, discípulo de Tomás de Aquino e com forte influência de Proclo criou um modo bem peculiar de filosofia. Ele considerou a distinção real entre existência e essência como sendo separáveis. Funda uma importante escola egidiana que terá muita influência até o século XVII.

– Comentários:

* Aristóteles:
– Priora Anaalytica
– Posteriora Analytica
– Fisica
– De Generatione et Corruptione
– De Anima
– Metafísica
* Proclo:
– Livro das Causas
* Teológicos:
– Sentenças
– Hexaemeron
– o Cântico dos Cânticos
– Epístola aos Romanos

– Escritos Independentes:

* Quaestiones disputatae de ente et essentia
* Quaestiones quodlibetales
* Theoremata
* Quaestio de medio demonstrationis
* De formatione corporis humanis
* De Intellectu Possibili
* De Gradibus formarum
* Quaestio de subiecto theologiae
* De ecclesiatica potestate
* De regimine principum (Città del Vaticano-Itália)
* Contra gradus et pluralitatem formarum
* De renuntiatione papae

– Controverso:

* supra Lectura Logicam veterem
* philosophorum errores

Godofredo de la Fontaine

Godefridus de Fontibus foi um escolástico belga secular, discípulo de Tomás de Aquino, ao qual defendeu dentro dos limites permitidos pelas condenações eclesiásticas, que combateu o anti-aristotélico Henrique de Gand. Ainda que tomista, Godofredo divergiu em teses importantes: rejeitou a distinção real entre essência e existência; transferiu o princípio de individuação da matéria para a forma e admitiu o pluralismo das formas no ser humano.

* Questões (Quodlibeta), 15 volumosas questões.

Teodorico de Freiberg

Foi um teólogo, físico e filosofo dominicano saxão. Autor de muitos livros foi um dos principais mestres do século XIII. É conhecido por fazer a primeira análise correta dos fenômenos geométricos da luz, explicando o arco-íris. Muito influenciado por Mestre Eckhart e Alberto Magno compôs obras teológicas com grande inspiração platônica distintamente das científicas, mais aristotélicas.

Opera Omnia, Schriften zur Intellekttheorie
Opera Omnia , Schriften zur Metaphysik und Theologie
Opera Omnia , Schriften zur Naturphilosophie und Metaphysik, Quaestiones
Opera Omnia , Schriften zur Naturwissenschaft, Briefe

Abhandlung über den Intellekt und den Erkenntnisinhalt
Abhandlung über den Ursprung der kategorial bestimmten Realität
Abhandlung über die Akzidentien
Abhandlung über die beseligende Schau
Der tätige Intellekt und die beseligende Schau
Treatise on the Intellect and the Intelligible
Traktat über die Erkenntnis der getrennten Seienden und besonders der getrennten Seelen , , Dietrich von Freibergs Traktat De cognitione entium separatorum

Oevres Choisies, Sous la direction de Ruedi Imbach et Alain de Libera, Tome I: Substances, Quidités et Accidents. Traité des accidents. Traité des quidités des étants. Textes latins traduits et annotés par Catherine König-Pralong avec la collaboration de Ruedi Imbach. Introduction de Kurt Flasch

Duns Scot

John Duns Scot foi um dos maiores filósofos da Idade Média, nascido na Escócia, viveu vários anos na França e na Alemanha. Membro da Ordem Franciscana, apelidado informalmente de “Doctor Subtilis”, foi mentor de William de Ockham. Ele defende que a existência de Deus pode ser comprovada apenas a posteriori, através de seus efeitos.

Filosoficamente é mais realista que de Tomás, pois é mais ligado ao platonismo agostiniano. Ele defendeu um princípio original de individuação, a “hecceidade” como a unidade final de um indivíduo único, ao contrário da natureza comum, existente em qualquer número de indivíduos.

– Quaestiones Quodlibetales
– De Primo Princípio
– Theoremata
– Collationes
– Lectura, Ordinatio & Reportatio (Comentário as sentenças de Pedro Lombardo)

– Comentários à Aristóteles e Porfírio:

* Quaestiones in Librum Porphyrii Isagoge
* Quaestiones super Praedicamenta Aristotelis
* Quaestiones in primum librum Perihermeneias Aristotelis
* Quaestiones super librum Elenchorum Aristotelis
* Quaestiones super libros Metaphysicorum Aristotelis (livros I-IX)
* Quaestiones super secundum et tertium De Anima

– Obras de terceiros que foram atribuídas a ele:

* Additiones Mangnae
* Tractatus de modis significandi sive Grammatica speculativa
* Quaestiones disputatae de primo principio
* In librum primum et secundum Priorum Analyticorum Quaestiones
* In libros Meteorologicorum Aristotelis quaestiones
* Dulcissima expositio et quaestiones in VIII libros Physicorum Aristotelis

Burlaeus

Walter Burley foi um filósofo escolástico inglês e lógico medieval. Seu trabalho principal foi o “De puritate Artis logicae Tractatus longior”, no qual ele aborda temas como as condições de verdade para sentenças complexas, tanto funcional como modal, bem como a criação de regras de inferências para diferentes tipos de inferências.

Ele foi um dos primeiros a reconhecer os lógicos a prioridade do cálculo proposicional sobre o cálculo de predicados. Foi um realista radical e opositor ao nominalismo de William de Ockham, seu contemporâneo.

– Escritos Independentes:

* A pureza da arte da lógica (De puritate artis logicae. Tractus longior)
* O Tratado de suposições (Tractatus de suppositionibus)
* Das Faculdades da Alma (De potentiis animae)
* Dos Relativos (De relativis)
* Tratado sobre as Formas (Tractatus de Formis)
* Tratado sobre as Universais (Tractatus de universalibus)
* Exposição da Arte Antiga de Porfírio e Aristóteles (Expositio super-Artem Veterem Porphyrii et Aristotelis)

– Comentários e Exposições de Aristóteles:

* Tratado sobre as Categorias de Aristóteles (Tractatus super-Praedicamenta Aristotelis)
* Comentários sobre “Da Interpretação” (Commentarius em librum Perihermeneias)
* Exposição dos Tópicos de Aristóteles (Expositio super-libros Aristotelis Topicorum)
* Exposição do Livro de Física – Aristótelica (Expositio Librorum Physicorum)
* Exposição do livro “De Anima” (Expositio libri De anima)
* Exposição do Livro de Ética (Expositio Librorum Ethicorum)
* Exposição da Política de Aristóteles (Expositio super-libros Aristotelis Politicorum)
* Questões sobre o 3° livro “De Anima” (Quaestiones circa tertium De anima)
* Questões sobre “Da Interpretação” (Quaestiones em librum Perihermeneias)
* Questões sobre a Analítica Posterior (Quaestiones super-librum Posteriorum)
* Exposição em 8 livros da Física Aristotélica (Expositio in octo libros Aristotelis Physicorum)

Pedro de Áquila

Bispo e escolástico italiano se destacou por reunir e defender a filosofia de Duns Scot. Sua principal obra são os comentários aos 4 livros das sentenças de Pedro Lombardo, que por sua fidelidade ao pensamento de Duns Scot foram chamadas de “Scotellum”.

Pedro Auriol

Foi um escolástico nominalista francês. Seu principal trabalho é um monumental comentário as sentenças de Pedro Lombardo, com mais de 1100 páginas. Seu trabalho será uma das referências para William de Ockham!

* Quodlibeta
* Scriptum super primum Sententiarum
* De unitate concepto entis

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.